sábado, novembro 16, 2013

MESSI, POIS, MAS EU PREFIRO RONALDO

Messi e a FIFA e a FIFA e Messi. Às vezes é como se a FIFA andasse a puxar promocionalmente por Messi, o coitadinho mediático por comparação com Ronaldo. Messi, a lenda, o mito, o futebol, o que quiserem. Eu e muitos mais milhões no Twitter e no Facebook prefirimos Ronaldo. Messi é um cérebro e um corpo aos quais subjaz a genialidade de um genoma e de uma rede de conexões sinápticas que se resumem a futebol. Ronaldo é basicamente um génio do futebol também, mas é sobretudo trabalho, trabalho meticuloso, intensivo, inesgotável. Trabalho, basicamente. Se o primeiro é o milagre do génio, o outro é o milagre do trabalho genializado. 

Nem todos podemos ser génios, mas todos podemos levar o trabalho que amamos à genialidade da dedicação, quantas vezes à genialidade da transcendência. 

Há uma linha que separa a idolatria da admiração. Prefiro admirar Ronaldo a idolatrar Messi.

2 comentários:

M.L. disse...

E mais eu, com muito orgulho. C.Ronaldo! Sempre.

Guilherme Dias disse...

E é esse trabalho inesgotável e intenso que vai levar o Ronaldo a mais uma bola de ouro! Este ano lionel messi não tem hipóteses ;)