domingo, novembro 03, 2013

RÉSTIA DE LUZ

Nenhum dia é igual a nenhum dia,
nem o fim de cada um ao fim de cada um.
Manifesta-se sumo, respiração, o oceano mesmo de silêncio
que nos consentimos,
triângulo aceso apontando ao Norte Vital da Divindade,
no meio do breu,
rosa-ouro carregado
sobre o horizonte,
onde só negrume haveria
por certo.

Eis a Mensagem: que o Amor
prevaleça e a condescendência condescenda
em secundar-rasurar honra ou dignidade,
para salvar uma vida,
planeta, espécie com alma,
galáxia-sementeira.

Tudo é Luz. Nada é penumbra.

Sem comentários: