terça-feira, novembro 12, 2013

SUSPENSOS SOB REFERENDOS ALEMÃES?

Afinal, com Merkel und SPD de Sigmar Gabriel isto pode não haver alemães amiguinhos das esperanças solidário-miraculosas de Seguro e Portas:

«A Alemanha deve poder realizar referendos sobre as principais decisões políticas europeias que envolvam a transferência de poderes para Bruxelas ou o comprometimento de dinheiro alemão junto à União Europeia, propuseram negociadores que discutem a formação de um governo de coligação, de acordo com um documento proposto. «A população deveria ser questionada directamente sobre decisões de políticas europeias de importância especial», lê-se no documento. «Tal aplicar-se-ia particularmente quando novos Estados membros são adicionados, quando poderes importantes são transferidos para Bruxelas, ou quando as finanças da Alemanha são comprometidas a nível da União Europeia. Para tais decisões, queremos pavimentar o caminho para referendos nacionais», refere-se. O documento foi composto por um grupo de trabalho sobre política interna liderado pelo ministro do Interior, Hans-Peter Dietrich, do partido bávaro União Social Cristã (CSU), e Thomas Oppermann, membro da Partido Social-Democrata (SPD). A proposta será apresentada na quarta-feira a um grupo maior de políticos, liderados pela chanceler alemã, Angela Merkel, que negociam compromissos políticos com o objetivo de criar um governo de coligação até ao Natal.» 

Sem comentários: