sexta-feira, junho 08, 2012

EMBRULHA, RIO!

Sou dos que pensam que nenhum insulto verdadeiramente insulta e nenhuma injúria verdadeiramente injuria se, ao olharmos para eles, se reforça ainda mais em nós o ânimo de Lutar e de Ser. Isto vale para a Selecção, recentemente metralhada à queima-roupa por Manuel José e por Queiroz [o que disseram só pode espevitar e criar uma raiva vencedora, obrigado a ambos!] e vale também para Rui Rio, infelizmente pouco dado ao bom humor, à sensibilidade aos movimentos cívicos e àquele sábio capitalizar a seu favor de quaisquer estímulos mais pesados. Que, por exemplo, Rio despreze o FC Porto já mete nojo. Nem tanto ao mar nem tanto à terra, foda-se! Uma parede grafitada ou a fingir de grafitada com abreviaturas testificando que ele é um filho da puta só o prestigia muito antes que o seu nome conste mesmo num baptismo de rua. Não tem de o afectar. Aliás, que se saiba, Filho da Puta só há um a resumir todos os outros filhos da puta corruptos e reles destruidores do nosso futuro, empobrecedores de milhões enquanto fizeram pela vida, coisa que nunca se aplicará a Rui Rio, que parece e é mesmo impoluto. Só há um e vive escandalosamente em Paris. Muito pior que «Rio, és um fdp!» são os contentores do lixo que aparecem mesmo ao lado dentro da foto promocional da Porto Menu: isso, sim, é completamente obsceno e a evitar no futuro. Não conspurcarás a minha cidade!

1 comentário:

Anónimo disse...

Não te esqueças da aspirina.