quarta-feira, junho 13, 2012

RONALDO, O NÃO-SALVADOR DA PÁTRIA

A partir de hoje, já toda a gente percebeu uma coisa acerca da Selecção e de Cristiano Ronaldo: se sobre ele se colocar demasiada pressão, ele falha grotescamente. Se, pelo contrário, lhe for retirada toda a pressão, ele falha grosseiramente. Ronaldo não está ali para resolver tudo. Ronaldo não está ali para não resolver nada. Está ali para parecer igual aos outros, sendo o mais importante e precioso deles, se lhe for exigido o máximo também. Façam favor de tirar o santinho Ronaldo do seu nicho para que ele dê o que pode, e se cumpra conforme o que é, imaculadamente eficaz, como sucede no Real Madrid. Seria pedir muito que ajudasse Coentrão a fechar o corredor, nem que fosse só um niquinho, como Nani fez com João Pereira todo o santo jogo?! 

1 comentário:

floribundus disse...

este vaidoso sem igual
era mais útil a bater palmas na bancada
ou na cama de qualquer uma