quarta-feira, junho 20, 2012

SELECÇÃO: SUPLEMENTOS DE AUTO-SUPERAÇÃO



O Jogo, 20 de Junho, 2012
Ainda que Joel Neto considere que não, que Platini, como acontece há muito nos Estados Unidos, apenas procura vender o produto «posto à venda» ao proferir as bacoradas que meio mundo condena, há que dizer desde logo que dentre os críticos da Selecção Portuguesa e alvitradores antecipados do seu insucesso fatal já podemos inserir o nome do pacóvio franco-suíço. Ainda não se fez o estudo acerca do impacto motivador precioso que certos críticos jogam ao abrir a boca contra a Federação Portuguesa de Futebol, contra os seus gastos, contra o seu circo, contra os seus previsíveis e anunciados fiascos. Porém, o efeito Manuel José e Carlos Queiroz não poderia estar mais à vista como um fuel coesivo adicional que possibilitou superar a fase de grupos: quem é que necessita apenas de motivadores pela positiva quando os motivadores pela negativa geram equipas mais solidárias, unidas e focadas?! Soma-se agora o Rei-Sol da UEFA: qual será sobre o grupo português o peso motivacional de mais uma frase mortífera?! Que efeito terá sobre nós isto recentemente bojardado, «aposto numa final Espanha-Alemanha»?!

Sem comentários: