sábado, junho 23, 2012

Ó PERNAS INDOLENTES LISBOETAS

Eu, que calcorreio Porto-Gaia e faço mais de vinte quilómetros para ver [o que são três horas de felicidade sensorial?!], cheirar, palpar a minha cidade que são duas, e o faço sempre e sempre apaixonado, vejo que o lisboeta, tal como o Pedro o pinta, imbeciliza o olhar e o corpo com os quais poderia amar a capital, uma das mais belas do Mundo. É pena. Os nórdicos usam as pernas sem piedade: « Os lisboetas detestam andar a pé. Acham que isso é próprio de classes inferiores e que é até capaz de fazer mal à saúde. Padecem da ‘síndrome de viúva de militar’, como já alguém lhe chamou.».

Sem comentários: