segunda-feira, junho 25, 2012

MADONA? CAGUEI

Madona é, sobretudo, uma empresária. Trabalha muito. Repte-se muito. Emagrece muito. Ganha muito. Gasta muito. E um dia também vai morrer, como aconteceu imprevistamente com Michael Jackson, coitado, apesar de tomar todo o tipo de medidas para ser imortal, conservando-se viva numa espécie de formol sem frasco. Não há nada de cruel nisto porque é o que é e toca a todos. Quanto a concertos e grandes multidões ululantes e imbecis, nunca iria daqui até ali por madonas. Caguei!

2 comentários:

floribundus disse...

esta gaja canta da cintura para baixo.
lembro-me sempre da canção 'malafemmena' composta por Totò.

suplicio 'merda em boca'

Anónimo disse...

Floribundus,
não conheço ninguém em Portugal que consiga escrever uma única palavra em italiano sem assassinar a língua. Em particular, 'malafemmena' é uma palavra muito, mas muito, napolitana; verdadeiramente impossível de soletrar para qualquer português. E Totò escrito assim perfeitinho com acento grave e tudo, faz-me pensar, ... será talvez o Floribundus, meu compatriota?

Baciamo le mani
Valeria