quinta-feira, outubro 24, 2013

QUESTÕES SEMICOMUNAS. RESPOSTAS AUSTEROFASCISTAS

1. A Troyka e o Governo sabem o que estão a fazer? 
Sim. 2013 prova que sim, pois, contra todas as expectativas, deu-se um ligeiro crescimento.

2. Espremer o nosso Povo, orçamento após orçamento, 
será a forma mais pedagógica de o levar a poupar mais e a produzir mais, 
a desenrascar-se cá dentro e lá fora, emigrando em massa? 
Sim. 2013 prova que sim. Nós emigramos para fora de Portugal.
Reformados franceses imigram para dentro.

3. Será possível pagar aos credores quase sem investimento económico, 
com escasso crédito e elevadas taxas de juro? 
Sim. 2013 prova que sim.

4. O défice do Estado poderá ser reduzido, 
mesmo com retracção da economia das famílias, 
mesmo com aperto da tesouraria das empresas, 
mesmo com a abstenção bancária em financiar PME, 
mesmo com o aumento das despesas sociais do Estado? 
Sim. 2013 prova que sim.

A austeridade vai resultar. É preciso exportar o máximo possível, 
receber o máximo de turistas possível, manter a estabilidade social e dizer não a histerias e impaciências,
desimitar os gregos, atender ao máximo de sinais promissores possível e ter um discurso positivo. 
A Troyka e o Governo desafiam o Povo austerizado a confiar, a trabalhar no duro, a aguentar firmes,
e a esperar pelo melhor. Mas primeiro e antes de tudo, a austeridadezinha salvadora e o pagar aliviador aos credores toda a dívida contraída alegremente no passado para que outros Governos fizessem das tripas coração para a pagar.

Sem comentários: