sábado, janeiro 28, 2012

MAIS TRETA DO «AFINAL NÃO HAVIA DESVIO» EM 2011

Temos de ir apanhando com as tentativas desesperadas de fuga dos socratistas às marcas da sua absoluta imoralidade no exercício do Poder. A verdade é que ao anterior Governo derrubou-o a sua própria mentira contumaz. A UTAO, um grupo de técnicos não suficientemente independentes, por mais que elogie a execução orçamental de 2011, ninguém pode apagar a imagem de sucessivas derrapagens e trapalhadas sem tamanho dos últimos meses socratesianos. Por respeito por Portugal e pelos portugueses, Sócrates teria sido afastado a tempo de não termos nem Plano de Resgate nem ingerência externa. Mas não, sua excelência tinha de levar a converseta pseudoheróica e o jogo mediático de cintura muito para lá do limite dos Bancos portugueses, compradores de dívida. Só mesmo os doentes de socratismo agudo, ânus passentos de facção, para passarem um atestado de normalidade a um executivo ultradanoso para Portugal. Cavaco foi fraco, lento e timorato a agir. Sócrates chantageava tudo e todos e faria o número de vítima à menor oportunidade. Os actuais políticos que lideram o PSD e o CDS também tardaram a agir no mesmo cálculo e jogada pela certa. E são estas bestas a falar no respeito a Portugal e aos portugueses. Respeito? Respeito hoje passa por limpar o Aparelho de Estado do lastro socratista. Os danos do endividamento que os socratistas fizeram ao Estado Português representam, eles sim, colossais prejuízos causados pela sua colossal cobiça: deveriam ser julgados e presos por isso. É uma pena que atacados de cegueira e cio pelo homem que defendem, ou porque lhes paga ou porque se sentem a isso obrigados, chamem orgia populista e assassinato de carácter a esta justa e paciente indignação de milhões de portugueses traídos e insultados. Havia um homem a vociferar optimismo e vidência fantasista todos os dias, pelas TV. Era um charlatão e vive actualmente em Paris.

2 comentários:

Miguel disse...

Vê este blogue. Análises curtas, objectivas e suportadas em dados.

http://dividapublicaportuguesa.blogspot.com/

joshua disse...

Obrigado, Miguel.