segunda-feira, janeiro 30, 2012

DEMASIADA LIBIDO PARA INCORRER NO SUICIDÁRIO

Nada sei acerca de esse terço de jovens inquiridos num estudo da associação Deco que revelou ter pensado em suicidar-se pelo menos duas vezes no último ano, ideia que atingiu maioritariamente a faixa etária dos 18 e 34 anos, a mais afectada pela chamada "ideação suicida". Cada vez me convenço mais de que os estágios mórbidos e suicidários são o culminar da contaminação da psique pelo excesso de imobilismo físico e deprimência, deliberada ou induzida, da libido. Mexam-se. E fruam do vosso corpo, que nasceu para cheirar, sentir, VER, tocar, vestir harmoniosamente, saborear a variedade de sabores, deglutir, penetrar, acariciar, BEIJAR, morder, lamber. Falo por mim: demasiada libido. Mergulhem na carnal experiência de estar vivos, que isso passa. O sangue tem de correr, mas dentro e por dentro de acordo com a sábia natureza. Possa o baraço suspenso do desespero esperar a vida inteira e apodrecer, esquecido. Outra coisa importante: não há Governo que nos induza à morte em massa, à emigração em massa, à desistência em massa. Podemos suportar muito mais que quaisquer sugestões, induções ou implícitos governamentais dirigidos à mole de desempregados e desorientados que se avoluma. Mercados, Governo Passos, Ministro Vítor, vá, atirem-nos com tudo o que possam porque as lojas de roupas e gadgets continuam cheias... Se bem que a quantidade de velhinhos recolhidos postumamente, tão sós e tão defuntos, faça pensar que esse volume não deixa de ser estranho. Muito estranho.

1 comentário:

floribundus disse...

esta é a verdadeira imagem do estado social que os asnos andaram a 'VENDER' nos últimos 50 anos