segunda-feira, janeiro 30, 2012

A INFECÇÃO PASSIONAL BENFIQUISTA DO PAIXÃO

Ok, concedo que o FC Porto não fez o melhor dos jogos ao seu alcance, mas há, por cisma disso, o Paixão de sempre a borrar a pintura borratada do nosso futebol. São célebres os seus erros cirúrgicos: a negligência ou a cegueira ou a malícia estão lá sobretudo quando o seu Benfica está na iminência de qualquer coisa de bom: nada como escamotear-nos dois penalties, um fora-do-jogo escandalosíssimo não assinalado a Pedro Moreira, do Gil, do qual resulta um golo contra nós. Bruno Paixão é um karma lixado que nos persegue. Não se lhe pode perdoar a habilidade para lesar sistematicamente o meu clube.

3 comentários:

Daniel Santos disse...

bom momento de ficção. Um bom romance tem de ter momentos de conspiração e algum fumo para esconder os verdadeiros culpados.

Anónimo disse...

Caro Daniel Santos... ninguém está à espera que um benfiquista saiba ver futebol. Quando vir Bruno Paixão, dê-lhe um abraço de parabéns. Ele vai gostar, e podem ir festejar os dois.

Dylan disse...

é engraçado que aparece uma escuta no "You Tube" onde o Pinto da Costa deseja ardentemente que seja o Bruno (Paixão) a dirigir um jogo do seu clube para a Taça de Portugal. Parece que agora já não presta...