sábado, janeiro 28, 2012

PRÓDIGO NESTAS COISAS

Não é por nada, mas quando vem agora toda a gentalha da Esquerda-que-Mamou-à-Larga vociferar contra os actuais excessos de austeridade, a decorrente opressão empobrecedora [internacional e interna] que se faz sentir, há que perguntar-lhe: como é? Então não se faz justiça ao Povo Português? Quem andou a distribuir dinheiro aos amigos, a fazer ajustes directos e a dar o que não havia, vai continuar a andar de bicicleta por Paris?! Vocês dirão que o Governo-PS já foi julgado eleitoralmente. Eu digo: não chega. Tentem ir mesmo a fundo nos últimos seis anos e verão quantas Parque Escolar, quantas tretas dispendiosas e neo-riquistas, quantos ajustes directos alarves a doer no seu doloso desequilíbrio, quantas patranhas desonestas fazem dos anos socratinos anos de crime económico cujos efeitos se sentem já e se farão sentir ainda pelos próximos vinte anos, no mínimo. Pródigo nestas coisas, esse PS que aclamou o Primadonna como se fora um deus mediático incontestável comprador de consciências e de cidadania, esse ex-PS-Estado, não terá nem sossego nem redenção enquanto não se limpar da devastação socratista. Poderíamos fazer por cá o mesmo tipo de Justiça que mandam fazer os islandeses a um ex-primeiro-ministro. Não somos menos que eles.

1 comentário:

Anónimo disse...

Faz uns tempos atrás (quando aquilo decorria), um passarinho contou-me que o pavilhão desportivo possui fundações suficientes para um prédio de 70 andares. É óbvio que não é um claro exagero, nem se trata de justificar o dinheiro cobrado pela Mota-Engil. A segurança das nossas crianças primeiro! Já agora o valor desta escola dava para construir 7 a 8 estádios da Luz.