domingo, janeiro 29, 2012

O REGRESSO DO VÍTOR

Vítor tinha desaparecido do foco geral, esse em que o adepto encontra um bode expiatório ou um culpado por mau futebol e objectivos perdidos. Desapareceu na medida em que, após derrotas, desaires e desastres, começara a haver futebol e resultados nas hostes do meu FC Porto. Talvez agora, com este soco no estômago em Barcelos, o Vítor esteja de regresso ao centro do debate portista em torno da liderança do balneário e tudo o resto filosófico e místico. Há um balneário que se recompõe, motim subtil das despedidas definitivas, dos empréstimos e das chegadas, quando não nada mais estável e duradouro que a instabilidade, oxalá transitória.  

5 comentários:

Piorquemao disse...

Ter a oportunidade de assistir ao singular acontecimento de ver ladrões a gritar que foram roubados,...é de ir às lágrimas,...

Dylan disse...

Parece-me que há falta de liquidez no seu FCP, aliado às estranhas vendas de Falcão e à insatisfação de atletas como Guarin e Fernando. Tudo isto completado por um treinador incompetente e aquisições mal planeadas. Há quem diga que o Vitor é benfiquista...
Admito que houve erros de arbitragem mas que servem para encobrir isto.

Vitor Monteiro disse...

eu voltei??? hummm sempre cá estive...LOL Aquele abraço

ZéBonéOaparvalhado disse...

hehehhe...dez minutos a rir a bom rir

Miguel disse...

Um treinador nunca pode dizer coisas como: "já podem encomendar as faixas" (eu sei qual foi o contexto). Qual a mensagem que passa para o grupo? Como eu dizia, olhem o Leonardo Jardim...