segunda-feira, janeiro 16, 2012

PÁTRIA DAS PENAS SUSPENSAS

Por onde quer que se ande com os olhos a perscrutar notícias, sinais de esperança e renovação, assiste-se ao ranço reincidente das penas suspensas. Toda a gente, por mais delinquente e grunha, pode beneficiar do garantismo das penas suspensas. Alunos alunam quotidianamente na insubordinação e no deboche insolente da sagrada sala de aula. Não há mal. Também não há penas senão a impotência perene. Nada de castigos exemplares. Democratizou-se tudo. A indecência também. 

Sem comentários: