sexta-feira, setembro 21, 2012

ENERVADOS ATÉ À MAIS ÍNFIMA HEMORRÓIDA GAY

No panorama nacional dos media, que é medíocre, submisso e passento, é preciso elogiar os fogachos de ousadia perpetrados pelo Correio da Manhã. Nada como um só jornal, o mais lido em Portugal, para enervar até à mais ínfima hemorróida gay os caramelos que um dia sonharam dominar a comunicação social, a fim de ocultar pelo máximo de tempo possível, por exemplo, ao longo dos últimos seis anos, um gravíssimo e galopante problema de dívida soberana agravada e em roda livre. Um jornal, talvez o único, que apresenta argumentos, investigações e também denuncia sinais funestos de corrupção que dão toda a razão a que se abomine um tal de Sócrates que nos humilhou e humilha pelo simples facto de ter pregado optimismos e amanhãs canoros modernizadores, cavando a bancarrota e a insustentabilidade do Estado Português e de, para cúmulo do despautério, hoje sorver, em Paris, sem que o molestem, os benefícios pessoais de quanto consentiu e negociou ruinosamente contra os contribuintes. Com tamanho logro, só podemos andar ressentidos e ressabiados. Força, Correio da Manhã! Lá, onde não existe Ministério Público, haja pelo menos, para que nos assemelhemos menos à Somália, o Correio da Manhã.

1 comentário:

Anónimo disse...

Concordo completamente com o que diz sobre o Correio da Manhã.É um jornal Português escrito em muito bom Português de que devemos orgulhar E daqui peço a V.Exa. que é patriota e de bons princípios que denuncie aqueles que renegando a Língua de Camões nos querem impor,ilegalmente, o "brasileiro de favela" como língua nacional!