segunda-feira, setembro 17, 2012

VOCÊS NÃO SÃO POVO

Eles apelam à revolta e sugerem a queda do Governo pelo Povo, mas Soares, no seu imparável crepúsculo, Helena Roseta, bastante selectiva e zarolha na crítica e na raiva políticas, ou Manuel Alegre, crasso insensato e medíocre espesso, são precisamente o contrário de Povo. São os privilegiados do sistema. Não são Povo. Dizerem-se Povo e desfilarem junto de Povo seria um escarro e um poio atirados ao Povo. Como é que Soares enriqueceu? Como é que todos eles atingiram excepcionais níveis de vida? Foi o Estado, este Estado agora insustentável para nós nos mínimos dos mínimos, endividado até à quinta casa, impotente e ineficaz mesmo nas funções obrigatórias e essenciais. Pançudos, mal habituados, são precisamente esses que mais revoltados comparecem perante os microfones e as câmeras, num cinismo monstruoso. Marinho e Pinto não é Povo. Januário não é Povo. Gozam a vida como ninguém e nenhum de nós se lhes compara na cara de arroto. Soares nunca passou de um diletante de ouro, no pseudo-exílio e na vida política activa. Soube sempre acima de tudo tratar da sua vida, desde que o Estado, de preferência o Estado-PS, tratasse obrigatoriamente da dele. Agora querem revoltas. Não se importariam que sobreviessem mortes, polvorosa, sangue. Acham que por remover o Passos se remove o problema gerado ao País. Hipócritas de merda!

Sem comentários: