quarta-feira, setembro 19, 2012

UM ESPELHO PARA OS ANTI-CAMILO LOURENÇO

Meu caro Luís M. Jorge, tu brilhas bem alto entre a bloga diletante e espirituosa de Esquerda em Portugal, mas acho que há, nesta vida apagada portuguesa, para um só Camilo [que é o único e irrepetível Camilo Lourenço] vários anti-Camilo Lourenço que poderiam ser, por exemplo, Mário Soares, Guterres e José Sócrates. Enquanto outros resolvem dívidas com cortes às cegas, os Anti-Camilo Lourenço revelam-nos em palavras simples os bons princípios da nossa salvação. Há dividas? Contraiam-se mais. Há despesas? Aumentem-se. Há défices? Ide buscar o Ricardo Espírito Santo Salgado e fazei mais umas vinte ou trinta PPP. Há desemprego? O Estado até das pedras fará empregos. Há pobres? Tudo a eito com RSI. Há fome? Comam na cantina da Fundação Soares. Há mulheres que tentam vender os filhos nos subúrbios? Pois que que os matem antes e ainda terão bónus em contrapartidas sociais para essa forma inovadora de maternidade. Há suicídios, mortes por inanição? Subsidiem-se-lhes garrafas de bom vinho francês e linhas de coca em tabuleiros prateados tudo pago através de transferências sociais a fim de tirarem isso da ideia. Há velhos sem medicamentos? Medicamentos grátis para todos, incluindo animais de estimação e assistência veterinária. Há ordenados muito baixos nas empresas? Faça-se luz e aumente-se o número de deputados. Há ordenados muito altos na EDP? Sirva o dízimo para financiar o PS e o resto da Esquerda Anti-Camilo Lourenço.

1 comentário:

Sete vidas disse...

Já que o sr Camilo é tão bom a opinar sobre os vencimentos dos portugueses...que baixe ele o dele, como exemplo para os outros e, que alimente os seus filhos, caso os tenha, com o salário mínimo, como fazem muitos portugueses. Esse sr fala muito porque até faz dinheiro à custa da crise...