sexta-feira, setembro 21, 2012

MAOMÉ E O ISLÃO TÊM UM VÍRUS QUALQUER

Um vírus que, à menor provocação, conduz a crimes, violências, mortes, loucura colectiva. Se são estes os frutos pacíficos e tolerantes que o Profeta e o Islão têm para dar ao mundo, estamos conversados: «Violentos confrontos provocaram pelo menos 13 mortos - 17 segundo a televisão árabe Al-jazira - e cerca de 200 feridos 
em manifestações realizadas esta sexta-feira em várias cidades 
paquistanesas contra um filme amador norte-americano 
que ridiculariza o profeta Maomé.» Público

2 comentários:

Zuruspa disse...

É o mesmo vírus que tem Jesus e a Cristandade. Qual é o espanto?

O que faziam os cristãos em 1390 (ou até 1790) aos blasfemos?
E mais: em 1390 já tinham havido as Cruzadas, mas o Horror da Inquisição ainda estava para vir.

Pois, ser intelectualmente honesto nem é difícil.

Os vírus religiosos só acabam quando as sociedades descobrem o Humanismo. Foi assim com a Cristandade, e será assim com o Islão.

Anónimo disse...

O filme e as caricaturas estão totalmente de acordo com o que maomé nos revelou.

os muçulmanos é que nada percebem do islão, nem querem perceber.
allahu akbar, quer dizer que allah é o maior em tudo.
No islam, não há ninguém maior do que allah.
É o maior, enganador, falsário, vigarista, terrorista, estupidificador, idiotizador, desgraçador, enfim, o maior em tudo o que seja ruim e só nisso.
Não há erudito por mais erudito que seja que possa e consiga desmentir mais estas verdades verdadeiras sobre o esganador e maléfico allah, maomé e islão.
Andavam tão enganados, que nem reparavam que o símbolo do islão era o símbolo que mais insultava maomé.
Quando começaram a ouvir esta verdade, começaram a deixar de o usar.
Se repararem , cada vez menos o usam.
É caso para se dizer, grande vitória de Deus Verdadeiro sobre o enganador e maligno allah matreiro!