quinta-feira, setembro 20, 2012

JESUS DISSE A MARIA: «NOLI ME TANGERE»

Há papiros milenares para todos os gostos e sensibilidades comunitárias, mas uma coisa é certa: o Filho de Homem tomou discipulos para Si e algumas mulheres seguiam-no. Há uma mulher histórica de uma proximidade maior ao mesmo Jesus histórico, a primeira a vê-Lo, após a ressurreição, mulher fortíssima e importantíssima para a afirmação inicial da Via: «Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, virando-se, lhe disse em hebraico: Rabuni! (que quer dizer, Mestre). Disse-lhe Jesus: Não me toques porque ainda não subi ao Pai, mas vai a meus irmãos e dize-lhes que subo para meu Pai e vosso Pai, para meu Deus e vosso Deus.» João 20, 16-18. Ora, o impulso de tocar em Jesus, agora Glorioso, não poderia ser uma liberdade senão dentro de e no contexto de uma extrema intimidade, de resto semelhante à dos demais discípulos. A maravilha está em que se tratava de intimidade, amizade, cumplicidade, com uma mulher, o que não deixava de ser absolutamente revolucionário, como de resto toda a Mensagem Evangélica, onde já não há homem nem mulher, judeu ou grego. Os problemas culturais com a mulher ainda hoje naquela região simplesmente atestam o grau de novidade que o cristianismo comportou.

Sem comentários: