quarta-feira, setembro 12, 2012

A EUROPA CONTINUA EM KARLSRUHE

Enquanto o Tribunal Constitucional Alemão acaba de aprovar hoje o novo Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) e o Tratado Orçamental, por enquanto, infelizmente, teremos de morrer antes de o BCE poder vir comprar-nos dívida. «"Em Nome do povo, os requerimentos são recusados", proclamou na abertura da audiência, em Karlsruhe, o juiz-presidente, Andreas Vosskuhle. O magistrado acrescentou, no entanto, que o valor a suportar pela Alemanha no MEE, de 190 mil milhões de euros em garantias bancárias e capital efectivo, não deve ser ultrapassado, e que os representantes do povo alemão devem ser sempre chamados a decidir sobre eventuais alterações aos referidos documentos, entre outras condições.»  Tome-se boa nota, porém, de quem foram as iniciativas para impedir este mecanismo de solidariedade: «As providências cautelares para tentar evitar que o Tratado Orçamental e o MEE fossem ratificados na Alemanha foram apresentadas, nomeadamente, pelo grupo parlamentar dos neocomunistas do Die Linke, pelo grupo "Mais Democracia", que reuniu 37 mil subscritores, incluindo a ex-ministra da justiça Hertha Daeubler-Gmelin, o deputado democrata-cristão Peter Gauweiler e conhecidos professores universitários eurocéticos.» TSF

Sem comentários: