quarta-feira, setembro 05, 2012

BES, ESCOM, E O LANGOR FEBRIL DO MP

Se na Alemanha e na Grécia há muito que há muito mais que suspeitas, por cá o nosso ágil Ministério Público vai dizendo, tímido, que suspeita terem sido os 25 milhões de euros de lucro da Escom por consultadoria nos submarinos usados para pagamento de "luvas". Não percebo por que motivo isto é ainda uma suspeita. Patenteada na carta rogatória enviada às autoridades judiciárias alemãs em Maio de 2011, tal suspeita que relaciona a compra dos aparelhos com os depósitos fraccionados de um milhão de euros que o CDS-PP efectuou em numerário numa conta no Banco Espírito Santo vai morrer, como todas as demais, solteira.

Sem comentários: