sexta-feira, setembro 07, 2012

«E NÃO SE PODE MATÁ-LOS?»

Mesmo o Evangelho, Lucas, XVII, atribui a Jesus uma sentença hiperbólica: a quem escandaliza os mais pequenos mais valia atar-se uma mó de atafona ao pescoço e ser atirado ao mar. Nada mais grave e horroroso que escandalizar, desviar, perverter quem é absolutamente vulnerável e inocente. Uns andam a engonhar, arrastando um processo por pedofilia ao longo de uma década inteira, outros arrostam com um sofrimento indescritível até a bolha do próprio padecimento rebentar. Deus tenha compaixão de nós!

2 comentários:

Anónimo disse...

Como já não tens dinheiro para pão mando-te uma caixa de aspirinas,quem é amigo?

Conservador disse...

Joaquim, enquanto houver leis que presumem que o cidadão é fraco de miolo...é gastar....; o processo não se arrasta ... a quem foram dados direitos e mais direitos é que arrasta...isto é o real, e não o real desejado construído.