terça-feira, setembro 11, 2012

LADRÕES AMIGOS DE LADRÕES ABICHAM MILHÕES

Este caso Cova da Beira tem dezasseis anos de impasse e fingimento processual, tempo suficiente para usar, digerir, esconder, gastar, a massa abichada. Chamuscou naturalmente o infinito Cabrão de Paris. Veremos o pequeno nojo do pequeno arguido António José Morais remeter-se muitas mais vezes ao silêncio dos cevados, neste julgamento. Veremos aonde esta história deprimente e triste de roubo e trapaça na não-construção de um aterro sanitário.

Sem comentários: