quinta-feira, maio 23, 2013

DOS SANTOS QUER, OBIANG ENTRA

Embora à superfície represente o mau sinal de uma imposição unilateral, desejo pessoal de José Eduardo dos Santos, não repugna nada a inclusão da Guiné Equatorial na CPLP. Manda quem pode, e se querer é poder, querendo Obiang tanto, não compreendo o filtro, sobretudo português, à conta do tipo de Regime lá vigente, se outros regimes integrantes da Comunidade não são, nunca foram, flores completamente aptas a ser cheiradas, mesmo Portugal e a sua democracia viciada, socialista no vértice, e de castas. Se Teodoro Nguema Obiang diz que entrará formalmente na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa em 2014, depois de um encontro em Luanda, nós, portugueses, amantes da democracia, pouco escrupulosos com os nossos próprios corruptos de Lisboa, miserável e socialisticamente desdenhosos das nossas próprias contas em ordem, só temos a dizer: «Ainda bem! Sejam bem-vindos!» Talvez nada melhor que a pedagogia diplomática exercida no seio da Comunidade para abrir e democratizar esse Regime ditatorial, começando pelo fim da pena de morte nesse país. Bom sinal que a CPLP seduza e gere desejo, alargando a área de influência de um modo único de estar no mundo. 

Sem comentários: