segunda-feira, maio 27, 2013

PERDER A ALMA

Foto: Lev Davidovitch enfrentou (e acabou assassinado) por uma maquina de propaganda e uma rede de poder (sem limites), superior aquela (também muito poderosa e de dimenção pluricontinental) que alimenta as contas "empresariais" (parece que bem sucedidas, reconheça-se) das operações financeiras da D. Isabel e do papá. Agora só se fala por aí de transferencias para a Federação Russa e para Singapura. Efeitos colaterais da declaração do Gaspar em Bruxelas. Cem mil euros (o que o Gaspar garante estar seguro) para esta gente é para palitos do Lorvão...
Isabel dos Santos
Esta mulher está em perigo. O seu poder é imenso. O seu dinheiro é imenso. Tem participações em negócios de todo o cheiro, de toda a gama, de todo o teor, em Angola, em Portugal, mas não só lá e em Portugal. Tem dinheiro que levaria anos a incinerar e tem-no cada vez mais certamente onde nenhuma ameaça humana ou natural o ameace, nos bancos em que detém quota, nos bancos da Federação Russa ou de Singapura, que isto, na Europa, nunca se sabe se vá se fique, se estoura ou se não estoura. Um dia, e não está longe, será anunciada como a mulher mais poderosa, influente e rica do mundo e isto é tão certo como um dia ser anunciada a sua morte por velhice ou por doença incurável. No entanto, aos olhos de Deus, o que é Isabel dos Santos mais que um pobre diabo com a barriga a roncar nos arredores mais esquecidos de Luanda?! Nada. Menos, certamente. Aonde irá Isabel conquistando o mundo e perdendo-se completamente dentro de si, para longe e para fora do plano mais geral, aquilo que virá após este Mundo?! Apresentar-se-á diante do Criador nua e vazia, com uma procissão interminável de Povo pobre atrás?! Não queria estar na sua pele.

1 comentário:

Anónimo disse...

Eu queria estar na sua pele, até porque não é nada que se deite fora, e depois, mesmo que a coisa corra mal lá na terrinha, por cá será tratada como uma rainha.
Poderá ter um desgosto se bloquearem o acesso do paizinho ao jato particular que está à disposição 24 horas por dia.