quarta-feira, maio 29, 2013

GASPAR E A MAÇÃ PODRE MÁXIMA SOARES

Subscrevo inteiramente a tese de Vítor Gaspar segundo a qual foi a situação de fragilidade em Portugal que levou, em 2011, ao pedido de resgate financeiro à Troyka, quando o PS estava ainda no Governo e que o então Governo socialista negou a possibilidade de resgate até ao último momento e que esse facto fragilizou o País e que houve má negociação da taxa de juro dos empréstimos iniciais e do plano de pagamento da dívida que estava muito concentrado nos anos de 2016 e 2021: é assim e não é de outra maneira. É preciso sovar o Socialismo Português, distribuidor do que ninguém produziu, socializador da riqueza que ninguém gerou. Socialismo em Portugal corresponde modicamente a bancarrota, filha da corrupção de Regime. Hoje a Maçã Podre Suprema disto-Regime-Político em Portugal quer federar pomposamente as Esquerdas. Penso que as Esquerdas deveriam ter vergonha d'A Maior Maçã Podre do Regime e deixar o dr. Soares a falar sozinho. Quanto a Gaspar, tirando alguns excessos, é o melhor Ministro das Finanças do pós-25-de-Abril.

1 comentário:

Anónimo disse...

lol