domingo, maio 13, 2012

PORQUE ME DÓI A TUA MORTE

Até agora mesmo, não conseguia falar da tua morte, da tua vida, o ouro da delicadeza, dedo a dedo, entretecida sobre o sorriso das teclas. Não conseguia falar dessa partida emudecida sob o horizonte celeste-marinho que a todos nos magnetiza. Não conseguia. Não consigo, porque me dói.

Sem comentários: