sexta-feira, maio 25, 2012

PRODIGIOSA REFLEXÃO

«Queremos muito as pessoas que amamos, sempre. Família, amigos, namorados, companheiras, camaradas de trabalho. Mas andamos a tratar-nos todos um bocadinho à distância, sem querer e sem maldade, mesmo quando estamos perto e amamos de perto. O frio precisa mais de abraços do que «likes». Deveríamos, talvez, no ritmo destes corpos acelerados e conversas trapalhonas onde as frases não terminam, dar um passo atrás. Em casa, no trabalho, no café ou na mercearia do lado. Ouvir primeiro e dar descanso às frases ditas como links, apressadas, e recuperando a zona de conforto que é feita de estender a mão e regressar à morada do coração. Falar menos com os dedos e ao telefone e esticar bocadinhos que se querem olhos nos olhos. Se calhar, daqui a nada, a vida vai ensinar-nos, da forma mais dura, ferida e até angustiante, que temos de desligar o piloto automático.» Miguel Carvalho

Sem comentários: