sexta-feira, outubro 19, 2012

DOIS CONSELHOS A PAULO PORTAS

Portas não queria o "enorme aumento de impostos" de Vítor Gaspar mas diz que vota a favor o OE 2013 em nome da estabilidade
Paulo, minha velha raposa com a anosmia do medo, há quanto tempo andas nisto? Quantas vezes foste bengala de um Governo? Pelas minhas contas, três. Duas falharam. Barroso partiu, pariu aliás a partida com ar de debandada, com ar de alívio e hoje brilha, como um boneco de trapo, no Caótico Antro Estalinista Europeu. Santana tropeçou em si mesmo e foi mil vezes apunhalado sucessivamente: havia um coro de vozes vorazes que conspirou por que ninguém ali levantasse a cabeça e se organizasse. O PSD é um ninho de víboras. O PS é um ninho de devassos cínicos, daninhos como pulgas. E eu, que andei a apoiar o CDS-PP na longa noite fajuta do socratismo, digo-te isto: se é verdade que Passos foi colonizado pelo pensamento econométrico de Gaspar; se é verdade que a política, isto é, a pedagogia pública de uma Política morreu para este Governo, pois foi posta de lado em favor do gelo realista dos números, 1. assume tu o discurso da coesão governamental e do Sentido para o País. 2. Dá todos os passos por todas as pontes dentro dessa caixa desleal que repercute a Troyka. O País agradeceria se a amálgama de ministros fosse um só corpo coeso, se o cimento deste Governo fosse, não as próximas eleições, mas a libertação urgente e próxima da Troyka que convocámos.

1 comentário:

lidiasantos almeida sousa disse...

Ninguém comenta tão ilustre escriba, umas achas para a fogueira:
Durante as averiguações do caso MONTE BRANCO, a PJ "tropeçou" em conversas telefónicas que envolveram JOSE MARIA RICCIARDI do BES e o Ministro dos Assuntos Parlamentares MIGUEL RELVAS, Ricciardi que estava a ser escutado no caso da recolha de informações para ajudar a "desmantelar" a rede de fuga ao fisco liderada por Michel Canals então Consultor Financeiro da
THREE GORGES E DA CHINA STATES GUIDE/OMANGIL, os Grupos chineses que venceram as privatizações da EDP E DA REN. Um dos contactos versou sobre a decisão do Ministro das Finanças de entregar por ajuste directo à Norte Americana Perella Weinberger a Consultoria Financeira das 2 operações, decisão que gerou problemas na altura, Outro tema abordado prende-se com a proposta alemã. Fontes policiais defendem que mesmo "não sendo ilicitas" as conversas entre Ricciardi e Relvas, o contactou revelou a "enormidade" e informalidade que se estabeleceu entre Banqueiros e entidades oficiais. A decisão seguida pelas Finanças de entregar a assessoria financeira das privatizações das acções do Estado nas 2 Empresas - 21,35% da EDP e de 40% da REN, leva-me a pensar porquê tanto segredo, quando este Governo Jurava transparência. Talvez a sua super inteligência me ajude a esclarecer como foram negociadas as tão faladas rendas que o Estado paga á EDP, e que continua a pagar uma grande parte, senão os chineses não pagavam tanto dinheiro- QUANTO TERÁ GANHO O QUARTETO NEGOCIADOR BORGES, GHASPAR, RELVAS ( E O SEU APENDICE)
CATROGA E RICCIARDI. Aguardo que me ajude a perceber isto melhor porque a electricidade voltou a subir e CATROGA ganha milhões.