quarta-feira, outubro 24, 2012

GOVERNO SAI DE FRANCISCO JOSÉ VIEGAS

Removendo o facto de a saúde de FJV eventualmente não andar pelo melhor, há muito que foi o Governo a sair de Francisco José Viegas: em tempos de guerra, tudo é secundário e inútil, comparado com o esforço de guerra que deveria absorver todos os recursos anímicos e orçamentais de um Executivo a braços com o Abismo. Ora, Francisco José Viegas, a sua pessoa e o seu papel, fantasmagorizavam no Ministério da Cultura, numa ausência plúmbea na cor e no peso. Não é o único. Fantasmagoria é o nome do meio de Portugal, onde só nos aparecem Sampaios, Soares, e outras múmias da treta com antena garantida nas TV. Tristeza!

5 comentários:

Daniel Santos disse...

no entanto, a múmia maior, Cavaco Silva, aparece poucas vezes e assusta muito mais.

José Domingos disse...

Claro que este governo, limita-se a enterrar o país, as iminências pardas, que aparecem nas tv´s, a dizer baboseiras, são os assassinos de portugal.
É no minimo estranho, que com tanta sabedoria e entendidos, isto ter chegado onde chegou.

Anónimo disse...

Não há problema!!! O alfobre da "jota" tem imensos recém formados economistas em fila de espera que sabem imenso de coltura e com um ar desempoeirado, nada assombrado...

Grego disse...

Pois claro. A doença do homem é querer cultura a mais. Já alguém dizia:"...um povo culto, é ingovernável...". Estranho receio este, vindo de quem, ate agora, so nos temos desgovernado. Mais bizarra ainda, a esquizofrenia seguidista, cega e megalomana de levar este governo ao colo, com uma dose de paternalismo, tao confrangedora, que da vontade de pensar que sao os proprios que o pariram, ainda que espiritualmente.Esta visão putefiana de sugerir que "foi o governo a sair de FJV, faz lembrar aquela asquerosa vaidade britânica, sobranceira e bafienta monarquia que em tempos, aquando de uma mega tempestade ocorrida no canal da mancha, impedindo durante uma semana o abastecimento da ilha, fez tresandar nos tablóides, a seguinte manchete: "o continente está isolado"! Para rematar, não podiam escapar ao crivo da alaranjada partidarite aguda, os coveiros do costume. Só que neste caso, e mais uma vez para não variar, não se percebe o que tem o cu a ver com às calças. Querem ver que Soares e Sampaio enterraram mais alguém, outra vez? Se calhar, foram eles a contaminar FJV com o abominável vírus da imuno(défice)iencia adquirida. Em suma, uma compilação moderna dos sete pecados capitais: esquizofrenia, soberba, megalomania, ira (descontrolada e unidireccionada), ressabiamento crónico, inveja (de quem ainda tem pensamento livre e isento de resquícios ideológicos), e...preguiça, por recusa em utilizar o segundo neurónio disponível. Quem tem inteligência, deveria sentar no banco dos réus os verdadeiros e actuais responsáveis pela nossa miséria,e não a limpar-lhes sistematicamente o rabo.

bibónorte disse...

Caro Grego
Apreciei o seu comentário.