domingo, outubro 21, 2012

UMA IMPOPULARIDADE POPULAR

Enquanto, na mesma linha reles, incendiária, rasca, rancorosa, Mário Soares faz de pirómano, mesmo sujando a coesão nacional e fugindo-lhe a boca para a verdade sobre o Regime, com desabafos lodacentos em órgãos de media estrangeiros, por cá todos os que estrebucham contra o que será necessário fazer também conspiram. Não encontro nenhum Governo mais impopular que este e no entanto este é apenas o herdeiro da popularidade devastadora de todos os outros. A Procuradoria, segundo Pinto Monteiro, foi um posto, um prémio, uma torre de vigia ao serviço do PS Socratesco. Sintomático é que Passos, ao contrário do Filho da Puta, se disponha à mais absoluta transparência, autorizando a exposição pública de todas as suas conversas telefónicas sob escuta. Pode ser que esta impopularidade, talvez forçosa e corajosa, se torne a mais popular de sempre. Veremos. Também isto depende dos resultados.

2 comentários:

lidiasantos almeida sousa disse...

RER III - SEGREDOS DE UM PERDÃO
Taxar, lavar e voltar a dar, foi este o resultado do do 3º regime Exceptional de regulamentização Tributária (RER III)a forma que permitiu ao Estado recuperar cerca de 259 milhões de Euros em contas escondidas fora do País, O Susto com o caso MONTE BRANCO fez com que fortunas depositadas no estrangeiro fizesse escala em Portugal, para serem taxadas a 7,5% e voltassem a sair lavadinhas . Todo o perdão fiscal do RER III foi das coisas mais insultuosas a que se assistiu. É verdade que esses capitais foram taxados; mas que medidas foram tomadas para evitar que saissem novamente por vias legais ou ilegais? No fundo taxaram-se e lavaram-se fortunas que continuarão no exterior. Caso sejam detectadas pagam menos que o cidadão comum paga de IRS. Trata-se de uma verdadeira despenalização criminal. Quem colocar a fortuna lá fora continuará a faz-lo porque compensa mesmo sendo apanhado, É uma espécie de risco de negócio. Os riscos são elevados do ponto de vista económico e criminal mas é sabido que para os juristas estas fraudes são sempre resoluveis. O que tem isto a ver com as suas considerações. TEM TUDO A VER COM A TORRE 3 DAS AMOREIRAS QUE VOCÊ DEVE ESTUDAR, Quanto ao Alforreca ser lesto a dizer que podemos ouvir a gravação, isso é conversa fiada porque ele sabe que os outros sabem o que lá está. O PROCURADOR ROSÁRIO não ia entregar a disquete ao DCIAP SÓ PARA SE ENTRETER, porque sabe que se está meter com UM POLVO INTERNACIONAL. Quanto ao Sócrates ser filho da Puta, somos todos filhos da Puta, você incluido segundo a teoria de PITTIGRILI.

lidiasantos almeida sousa disse...

Mas eu fiz um comentário, porque não publica? Assim não vale