quarta-feira, outubro 31, 2012

MIX GASOLINA E GÁS PIMENTA GALAMBARENTOS

João Galamba é talvez o único parlamentar que parece ter engolido uma bomba de gasolina: primeiro emborcou o depósito de Gasolina95, depois o de Gasolina98, por fim todo o Gasóleo. Cada palavra, cada arremesso de Molotov de pavio curto. Não expõe. Vocifera. Não observa e corrige. Injuria. De cada vez que a palavra lhe é facultada, executa, passional, o seu número luxuoso e impostor de desproporcionalidade retórica com lato branqueamento do seu próprio papel de apoiante irrefreável da Dívida à Fartazana. Como alguém comentou, surge «... ainda mais feirante, agressivo e perigoso, como atestam as palmas delirantes com que é brindado por alguns colegas de bancada.» Lá, onde o deputado 'socialista' Pedro Marques faz de palhaço, armado em Marcelo, segundo Ricardo Araújo Pereira, Galamba faz de anarca-arruaceiro, insolente e exaltado, único dono da sensibilidade social num mix de incitador ao destempero pelo destempero. O que é que este Galamba anda a tomar? As consequências desse extremismo pseudo-esquerdo-anarca impostor mantêm-se imprevisíveis, mas graças a esse impostorismo galambarento fica escancarada a porta para a imbecilidade truculenta, o desfile de nabos em pose saloienta, e todas as montureiras de idiotas.

Sem comentários: