segunda-feira, outubro 22, 2012

RAZÕES DO ENTERRO LEONINO

Uma das razões por que o Sporting Clube de Portugal definha é a fragmentação, desencontro e má definição das lideranças internas e a escassa especialização, ao mais alto nível, do que seja uma equipa de futebol sénior. Godinho não percebe nada da poda e não parece galvanizar aquele balneário ou outro qualquer. Depois, o azar começa a explicar tudo o resto. O azar é um factor determinante só quando tudo o mais falhou e que tem a particularidade de crescer exponencialmente na medida em que nada funcione. Há mais bolas na barra, quando a liderança titubeia. Há mais remates à figura, quando a hierarquia não fala a mesma linguagem. Só uma presidência carismática, metálica, absolutamente focada e residente no balneário e um treinador repleto de tarimba e obra feita salvarão este clube da mediocridade galopante e da descida aos infernos da irrelevância.

1 comentário:

Bruno Santos disse...

Já que estamos numa de falar de casa alheia (sou Benfiquista), concordo inteiramente quando diz que o Godinho da poda nada percebe. E se assim é, só me ocorre uma pergunta: para que é que se candidatam?