quinta-feira, outubro 18, 2012

NADA MAIS VENAL NEM MAIS VENÉREO

Só um grande ministro faz um grande diagnóstico ao estado do Estado: quem senão o PS trouxe toda a espécie de bicharada venérea e lepra às Contas Públicas Nacionais?! Antes de se falar em Bomba Atómica Fiscal, em Napalm Fiscal ou em Septicemia Económica e em morrer antes de emagrecer, do que é preciso falar é da Piolheira Venérea Fiscal, transmitida pelos Governos Sócrates ao Governo Passos: o herpes da total devastação em negociatas, em comissões, no pagamento de avenças por opiniões encartadas que, nos media, escamoteassem sistematicamente, mas com prestígio, a dívida que já se agigantava em 2006-2007, no pagamento de um marketing agressivo, profissionalíssimo, caríssimo, que escondeu da Opinião Pública toda a espécie de factos graves, de opacidades criminais, de linhas de rumo desastrosas. Nada mais venal nem mais venéreo nem mais leproso que socialistas ao leme do País: é lepra moral e desatino contabilístico pela certa. Há quem diga que os teremos em breve novamente no Governo de Portugal porque o mais certo será termos eleições antecipadas: estão a escalar em modo lesma as sondagens do nosso descontentamento. Pode ser verdade. Depois de terem feito o máximo de merda possível, vêm como especialistas imbatíveis limpá-la. Faz sentido. Ah, Portugueses, ninguém vos bate a votar! Ninguém como vocês para escolher 'bem'.

Sem comentários: