sábado, fevereiro 25, 2012

ABEBE SELASSIÉ, O FMI E O REINO DO PRESTE JOÃO

Sempre tivemos uma relação algo mística com a Etiópia. A par da busca do caminho marítimo para a Índia, movia-nos a procura de um putativo reino cristão, enclave milagroso entre maometanos: o reino do Preste João. Agora que o FMI nomeou para Portugal como novo chefe de missão Abebe Aemro Selassié como novo chefe da delegação do FMI em Portugal, à frente da Troyka, completamos a nossa magna demanda: será um etíope, ao que parece bastante pessimista em matéria económica, a colocar-nos [ou não!] nos eixos. Enquanto a Troyka assegurar que estamos no bom caminho e atestar a credibilidade do Governo, estará tudo bem: «A 'troika' atesta, de novo, que Portugal está a cumprir. Um dia perceber-se-á o que este facto significa para a credibilidade do Estado português. Uma boa notícia, sem dúvida.»

1 comentário:

floribundus disse...

'também tu, Brutus!'