segunda-feira, fevereiro 27, 2012

O PERFIL

Este post de Estrela Serrano emula uma perseguição canina da própria cauda, com um argumentário rotundo que regressa ao ponto de partida sem acabar por mordê-la e dar-se um pouco de paz. Não há perfil ideal para o substituto de Júlio Magalhães pela simples razão de que qualquer substituto desvirtuará a rotina e comprometerá o sucesso do pendular programa. Mexer nele e na dupla que o sustenta é abdicar do share, é escolher o colapso do sucesso e aceitar a ruptura com o que em suma nos prende ao ecrã. Não há perfil que valha nem que vingue. Quaisquer dúvidas acerca disto é continuar a engonhar.

Sem comentários: