quinta-feira, fevereiro 16, 2012

COVARDIA E DEFINHAMENTO

Gosto dos políticos aclamados, como o messias Sidónio, mas que sabem ter a honra de suportar um ovo podre na testa ou mesmo o tiro cruel e traiçoeiro, como o mesmo Sódónio, messias provisório de Portugal, tão cedo ceifado, coitado. Ainda que instrumentalizados por agitadores experientes e façanhudos, outrora eficazes contra a socratice e a maria-de-lurdice, aqueles alunos mereciam um Presidente com couraça, que os enfrentasse e lhes sorrisse, respondendo com grandeza e humanidade aos cartazes e à testosterona que lhes deu um dia soalheiro de folga, com largas para muito almíscar humano pelo ar misto. Seria belo. A notícia do século, quem sabe.

Sem comentários: