terça-feira, fevereiro 28, 2012

DELÍQUIOS DE UMA CONA INTELECTUAL

A Greve é um direito consagrado institucionalmente. Ponto. Mas um País em risco de paragem cárdiofinanceira, perdido na voragem de erros seus, má fortuna, cegueira ardente, e do contexto volátil internacional, simplesmente não as pode nem deve fazer, se é que ama os seus velhos, as suas crianças, os seus filhos, os pais de família, cujo suor e mil andanças quotidianas garantem  estamos em Portugal!  menos que o mínimo. Logo, Shyznogud, por que não deixas de comer, de beber, de nos lixar com frases demagogas, e fazes aquele tipo de greve geral que só te afecte e ti?!

Sem comentários: