quarta-feira, fevereiro 22, 2012

HARAQUIRI PROFISSIONAL E CRÓNICAS-CARRAPATO

As coisas começam e acabam. Um jornalista abraça um projecto e pode matá-lo alegre e alarvemente. Foi o que fez Pedro Rosa Mendes. Daí a concluir-se que o fim desse programa de crónicas Este Tempo da Antena 1 "configure um acto ilícito", como considerou polemicamente esta manhã Mário Figueiredo, Provedor do Ouvinte da RDP, que está a ser ouvido na comissão parlamentar de Ética, vai um grande eito. Quer dizer então que o mártir jornalista Rosa, o puro e inocente jornalista-cronista Rosa, não cometeu haraquiri profissional?! Pois foi isso que ele fez. E cuspiu no prato de lentilhas do seu dedo acusador, do seu moralismo a destempo, da sua hipocrisia embaraçosa para os actuais esforços de Estado. Comissão por comissão, por que não formam uma brigada na RDP especializada em dar pancada na China e em Angola, através de crónicas-carrapato bem mordazes?! Dessarte, Portugal será mui bem servido. Parasitas!

2 comentários:

Anónimo disse...

Parasita és tu ó facho de merda!

joshua disse...

Sim, eu sou parasita. E sou facho. E de merda. E adoro os benefícios da democracia que nos dá o anonimato dos comentadores imbecis.