segunda-feira, junho 17, 2013

FRANÇA CHAUVINIZA PARLATÓRIO

Durão Barroso faz queixinhas, mas é inútil. A França chauviniza qualquer negociação e qualquer tópico de conversa, não importa quem a lidere. Faz parte da sua atitude de fundo perante o mundo e explica em parte a grande morte do francês enquanto língua franca do pensamento político, da filosofia, da liberdade, e sobretudo da globalização lá, onde o mandarim, o inglês, o espanhol, o português não param de se afirmar. Guilhotinar tanta gente, há duzentos anos, não impediu uma deriva imperialista intra-europeia e foi fatal para uma conveniente diversidade mental da grande fauna gaulesa.

Sem comentários: