terça-feira, junho 18, 2013

PARTIDOCRACIA, CORRUPÇÃO E JUSTIÇA

Não sou e nunca serei dos que vociferam serem os políticos todos corruptos. Todas as generalizações são injustas, pois o trigo e o joio crescem juntos nos partidos. O que é preciso é processar ex-governantes e ex-gestores por gestão danosa, por decisões escandalosamente lesivas do interesse público. Guilhotinar às cegas não resolve problemas. É preciso dar os nomes aos bois e ter uma Justiça actuante e isto se não acontece a bem, pode suceder a mal. A corrupção do Regime Português consiste em precisamente não termos essa Justiça, não termos partidos que se regenerem e se redignifiquem, não termos senão uma Opinião Pública passiva e frouxa que não lê, não conhece, não criva, não distingue charlatões de desprendidos e quer derrubar Governos em plena procela para ver no que dá. Dá merda.

Sem comentários: