quarta-feira, junho 19, 2013

CENAS DO PARTIDO-VÁLVULA

Tendo Paulo Portas como Pontífice e facilitador de entendimentos, é descompressor ver o PS disponível para compromisso no sentido de estabilizar quadro fiscal em Portugal: reduzir a carga fiscal ainda nesta legislatura manter o diálogo com o maior partido da oposição é o que parece: o CDS-PP como partido válvula. Portugal estranha, sempre que o PS constrói alguma coisa e deixa de fingir que o estado do País é uma coisinha recente imputável só aos outros. Espero que o pacote fiscal e a descida do IRC, e quaisquer medidas integradas de fomento ao crescimento económico e à procura interna sejam causas de Regime, comuns ao Arco da Bancarrota Governação, a pensar no médio e longo prazo, e não na mesquinhez inconoclasta de uma crise política com que todos perderiam.

1 comentário:

Floribundus disse...

'quando a esmola é grande o Santo desconfia'

o cds é o partido dobradiça, abre para a esquerda e direita