terça-feira, junho 25, 2013

NÃO TER TRABALHO É PIOR

A Troyka está em decomposição mai-lo seu receituário, como se sabe, havendo quem, no seio de Bruxelas, advogue o seu fim. Acontecerá, mas ainda não. Secar, enxugar e emagrecer o Aparelho de Estado é muito difícil. Com um pouco de honestidade intelectual, e sem misturar Salazar com gestão de recursos humanos no e para o século XXI, o nosso mal colectivo exige a coragem da mudança e o desafio da coragem. A 60 km, a 120 km ou a 600 km de casa, se tiver de ser. Vida de professor, vida de cigano. Azar e escolha nossos.

Sem comentários: