sexta-feira, junho 14, 2013

E AMANHÃ UMA OVERDOSE DE FENPROF

A guerra entre MEC e sindicatos não vai ter senão perdedores, embora seja um teste ao carácter de Nuno Crato e a escalada oportunista de alguns sindicatos possa comprometer a nobreza das causas que os movam. Esta Greve Parcial dos professores já se mostra devastadora com alunos empalados pelo gume impiedoso de uma ansiedade acrescida, enquanto que a aplicação específica do alargamento do horário de trabalho aos professores continua na mesa a madurar. O mundo da luta mostra-se completamente alheio ao mundo do Ajustamento. Obviamente o que está em causa, torna-se sinistro-evidente, é a capitalização política do desgaste que este impasse gere sobre o Governo e pouco mais. Amanhã haverá gritaria intransigente em Lisboa com o eterno Mário Nogueira a enrouquecer como os vendedores de feira. 

Sem comentários: