terça-feira, junho 11, 2013

E UM DIA O PRESIDENTICÍDIO

Quem ainda hoje lê os blogues-relíquia de apoio ratazanal ao socratismo narrativo repara que há uma prática recorrente que consiste no insulto directo ao Presidente da República: não admitem que concentremos o fogo num só responsável, Sócrates, o Primadonna, pelo descalabro da dívida soberana portuguesa e pela insustentabilidade das contas públicas, mas já consideram normal concentrar todo o insulto e imputação de desgraças ao Cavaco. E assim se estimula actos primários e irracionais como o que esta notícia documenta.

Sem comentários: