quarta-feira, junho 12, 2013

UM CONTRA A MANADA

A greve é justa, mas irrealista e demasiado tardia. Há outras justiças que se sobrepõem e justapõem, algumas vontades que se agigantam para furá-la. É assim quando a Manada não manda, não asfixia, não controla e não domina. É assim quando o pluralismo pode respirar. Deve ser esse, provavelmente, o espírito do director do Agrupamento de Escolas de Carcavelos e dirigente da Associação Nacional de Directores de Agrupamentos e Escolas Públicas, ANDAEP, Adelino Calado, que não se calou, não aselhou, mas confirmou hoje ter convocado a totalidade dos professores daquele estabelecimento de ensino, 183, para as funções de suplentes dos vigilantes dos exames que realizam na próxima segunda-feira. É um contra a manada que a CGTP quer no seu redil.

Sem comentários: