sábado, maio 18, 2013

PICARDIAS DE ARRUMADOR DE CARROS

É uma pena que António José Seguro não siga o exemplo de um ou outro dos seus deputados [por exemplo Rui Paulo Figueiredo, ontem no Económico TV] que já vem promovendo um debate patriótico, sério, olhos nos olhos, sobre a reforma do Estado, debate incondicional, sem estigmas nem barreiras, onde cada qual coloque na mesa o que considera estratégico, útil, de longo prazo, no interesse nacional. A ideia não é que PS/PSD/CDS-PP se ponham de acordo porque sim, mas que debatam absolutamente o que nos marcará para a próxima década. Dir-se-ia que o PS de Seguro, além da empáfia, tem a solução e o dinheiro: onde estão? A visão maniqueísta dos problemas não serve a ninguém por muito que instigue as hostes mais raivosas e caolhas diante da grande vertigem do Poder no meio da tempestade. Talvez seja Soares a espicaçar o afilhado Seguro para que dramatize o tom, tentado pelo Diabo a usar as velhas lógicas de arrumador de carros que não servem quaisquer propósitos construtivos. Não é assim que nos fará esquecer o peso do delito e do dolo que recobre o seu partido.

1 comentário:

Floribundus disse...

o ps é o partido do lixo humano