segunda-feira, março 19, 2012

SIGA PRA QUINTO!

Estive a ver o Gil-Sporting, já sem a paixão emprestada com que torci por ele no jogo contra o City, mas não destituído de interesse pela devida sobrevivência e dignidade de um grande português em queda. Em quinto. E não sei o que me irritava mais: se os tiques SS do Paixão ao exibir, teso, os cartões e os abusos na interrupção, se a falta de objectividade sportinguista no último terço de terreno, espaço de jogadas perdulárias sucessivas, demasiado semelhante à ausência de ideias em toda uma época pouco azul de Vítor Pereira. É pena. No fim, resolvi interiormente o meu dilema e absolvi este Sporting de Sá Pinto: arbitrado por quem foi e logo na caixa-de-fósforos onde também o FC Porto tombou?! Se Bruno Paixão for o árbritro, Sporting e FC Porto escusam de correr muito que a isenção vermelha do cromo costumeiro virá ao de cima quer ele queira quer disfarce que não quer.

1 comentário:

Anónimo disse...

Palavras para quê?
Este cavalheiro insiste em fazer de protagonista e quando um arbitro ano após ano faz tristes figuras de quem é a culpa?