quinta-feira, março 01, 2012

TEMÍVEL FACTOR VÍTOR E AFLITIVO FACTOR JESUS

Esta época escorre 2011/2012 insólita e paradigmática quanto a um ponto a todos os títulos novo: para o Clássico e para além do Clássico, os adeptos do Benfica e do FC Porto têm tido infinitamente menos razões de queixa de factores exógenos ao jogo, nomeadamente os erros fanhosos das arbitragens [tirando o caso Paixão, que é uma patologia muito particular e demasiado óbvia a merecer super-razão de queixa portista!] do que do grande factor endógeno "treinador". O que verdadeiramente angustia os adeptos portistas é o que, na Luz, faça ou não faça o nosso Vítor Perde-Títulos. O que indubitavelmente aflige os adeptos benfiquistas é o que de misterioso acontece ao Jesus-Perde-Pontos precisamente quando o Benfica começou a ganhar embalagem de campeão e depois baqueia. Por isso, Vítor, não inventes. Se trememos, trememos por tua causa. Quase exclusivamente. P.S.: Claro que depois há também a data manhosa de amanhã que jogará um peso nocivo anti-Porto de 10%.

Sem comentários: